sexta-feira, dezembro 6

Análise – Tate no Yuusha no Nariagari – Episódios 19 e 20 – Contra a Igreja

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Devo dizer que esse “novo arco” de Tate no Yuusha me surpreendeu bastante. Não porque foi muito bom, mas por não ser o esperado. Vamos à análise dos episódios 19 e 20 dessa série, dois episódios de ação, mas nem tanto assim haha

O vilão inesperado

Começamos o episódio exatamente de onde fomos deixados. O Papa da Igreja dos Três Heróis se revelando como o novo vilão. Pelo entendimento, ele atacou todos os Heróis Cardinais, pois não acham que os atuais sejam necessários para salvar o mundo. Aliás, o motivo pelo qual a Igreja toma essa decisão fica bem claro nesses dois episódios.

A inimizade contra o Herói do Escudo já era prevista. Todavia, ao se deparar com Três Heróis Cardinais que só trazem caos à terra, a Igreja resolve “purificar” todos igualmente. Mas isso não seria o suficiente para simplesmente matar todos o Heróis e achar que poderiam encarar as Ondas sem eles. O que realmente permite essa confiança ao Papa é possuir um armamento lendário que “imita” o poder das quatro armas dos Heróis Cardinais.

Análise Tate no Yuusha 19 e 20

Densetsu no buki

Entretanto, o que não fica claro é se a intenção, depois de matar esses quatro Heróis, seria invocar novos ou meramente tentar dar conta da situação somente com essa arma lendária – Até mesmo Naofumi se pergunta o motivo de invocar os Heróis, já que possuem um poder tão grande entre eles – E a resposta acaba sendo simples! O uso dessa arma consome muita mana, o que seria bem inviável em uma batalha de “Onda”. O Papa somente consegue utiliza-la pois conta com todos os fieis da Igreja para “doarem” a mana necessária.

Análise Tate no Yuusha 19 e 20

Com grandes poderes…

Lança e Escudo vs Papa

Logo no inicio da batalha, Naofumi assume a frente para tentar encarar os ataques dessa arma lendária, mas até mesmo o Herói do Escudo é obrigado é recuar diante o tremendo poder dela.

Em teoria, era para termos dois episódios de ação desenfreada, com uma batalha entre Heróis vs Papa. Todavia, Tate no Yuusha não trabalha dessa forma e sabemos disso. Somente para ficar claro, a animação desse anime está medíocre, infelizmente. Assim como já comentado nas últimas lutas, temos muitas cenas estáticas durante os ataques e uma fluidez que não traz empolgação.

Análise Tate no Yuusha 19 e 20

Animação top hein

Deixando isso de lado, esse anime é muito “estiloso” e consegue trazer diversos closes que enaltecem e muito os personagens, principalmente o novo vilão. A direção desse episódio realmente consegue provocar a sensação de grandiosidade ao Papa e esse sentimento de encurralamento.

Análise Tate no Yuusha 19 e 20

A estética sempre salvando os animes haha

O episódio 19 serve para armar o tabuleiro, por assim dizer. No inicio temos um Naofumi que está tentando assumir a frente, porém batendo de frente com Motoyasu, que possui esse complexo de superioridade e se acha o único detentor da justiça. Porém, ambos não conseguem nem mesmo um arranhão contra o Papa!

Os Quatro Heróis Cardinais

Como já era de se esperar, Ren e Itsuki não estavam mortos e entram em cena para ajudar na batalha. Em primeiro momento, conseguem acertar um golpe surpresa no Papa, que o deixa desestabilizado.

E como havia dito, esse não foi um episódio que ressaltou a batalha contra a Igreja. A segunda parte desse capítulo serviu para que o resto da luta funcionasse, por assim dizer. Ao chegarem em cena, Ren e Itsuki revelam que as Sombras, soldados da Rainha, os salvaram do ataque surpresa da Igreja. E consequentemente expõem o esquema de incriminação contra Naofumi.

Porém, nada é tão simples. Mesmo que os outros Três Heróis tenham chegado a um acordo para unir forças com o Escudo, Naofumi ainda possui um enorme rancor contra eles. E essa segunda parte do episódio serve para que eles aceitem a ideia de trabalhar juntos para um bem maior. Justamente a questão levantada por Fitoria capítulos atrás.

Análise Tate no Yuusha 18 e 19

Os quatro juntos?

Fica bem claro que Naofumi não os perdoou, mas ele percebe que unir forças é, de fato, o melhor caminho. Assim como os demais Heróis. Finalmente aceitaram suas falhas (ou foi o que pareceu) e perceberam que precisam do Escudo para vencerem.

Finalmente todos os Heróis decidem lutar juntos. E esse foi o tempo necessário para o Papa conseguir armar sua cartada final. Ao final desse episódio o vilão ergue uma catedral em cima de nossos protagonistas e ao que parece, esse espaço traz grandes poderes à ele!

Análise Tate no Yuusha 18 e 19

De fato um “boss” final!

Finalmente, juntos e shallow now

Antes do embate entre os quatro Heróis vs o Papa, vemos a Rainha de Melromar se preparando para ir à batalha. Será que finalmente teremos algumas respostas por parte dela?

Aparentemente, a Catedral levantada pelo Papa no episódio anterior amplifica seus poderem, mas principalmente aumenta sua defesa e poder de cura. Todavia, agora temos todos os Heróis lutando juntos e em sintonia.

Análise Tate no Yuusha 18 e 19

Os quatro juntos!

Foi bem interessante, nesse inicio da batalha, ver os ataques combinados de todos os personagens presentes. Em batalha, Naofumi serve para sincronizar todos os ataques, não só com os demais Heróis, mas também com seus companheiros usuais.

Entretanto… Não foi suficiente para encurralar o Papa. O uso da arma lendária + o espaço de amplificação de poder da Catedral são realmente destrutivos. A meu ver, as ações da Igreja não estão todos errados. Os Heróis da Lança, Arco e Espada realmente causaram o caos pela terra e não deveriam continuar detendo tal poder. Todavia, o que transforma o Papa em um vilão de fato, é a forma como ele busca resolver esses problemas. Simplesmente eliminar os Heróis ou matar os próprios fiéis da Igreja em prol desse objetivo é  que o torna maligno.

Escudo da Ira, de novo…

Embora tenhamos os quatro reunidos, o Papa continua os encurralando. E como sempre, o Escudo da Ira vem para salvar o dia! Mesmo com o selo que Fitoria colocou em Naofumi, com o objetivo de atrasar os efeitos colaterais do Escudo das Maldições, elas começam a afetar o corpo dele. Todavia, não o impede de ativa-lo!

(Só para constar, irei pular o fato que toda vez que esse escudo é ativado Naofumi é tomado pela irá, vinda das humilhações passadas e é salvo pelo “amor” de suas companheiras).

Análise Tate no Yuusha 18 e 19

O escudo da salvação/destruição

Só que dessa vez o Escudo da Fúria não é o suficiente! O Papa realmente se mostra um dos oponentes mais fortes apresentados no anime até agora. Mesmo após um ataque combinado entre o Quatro Heróis e Naofumi utilizando seu escudo mais poderoso, o vilão não recua.

Pelo contrario, o Papa consegue defletir todos os ataques e revidar com um poderoso ataque, que cria ilusões em todos os oponentes, os deixando confusos.

Análise Tate no Yuusha 18 e 19

Queria um x1 entre o papa e Glass!

A conclusão do embate

Enfim, quando todas as esperanças parecem estar acabando, um ataque, vindo de fora da Catedral interrompe o golpe final do Papa. A Rainha de Melromarc finalmente chega ao campo de batalha e desfere uma magia  que acaba por congelar o inimigo.

E esse foi o tempo necessário para Naofumi despertar um novo poder. Vendo que o Papa estava incapaz, o Herói do Escudo utiliza a ira do Dragão, que agora o consome, para dispara um ataque: “Blood Sacrifice”.

Análise Tate no Yuusha 18 e 19

O herói mais forte

Com isso, finalmente eles conseguem derrotar o Papa, mas não sem consequências. Esse ataque parece ser o mais forte de Naofumi até o momento, mas é também uma espada de dois gumes, pois disfere um grande dano ao corpo do usuário.

Ao final do episódio temos a vitória por parte dos Heróis, mas com um Naofumi a beira da morte. Por sorte, a Rainha está por perto e duvido que ela o deixará morrer.

Espero que finalmente tenhamos as respostas necessárias com essa reunião entre o Herói do Escudo e a Rainha!

Análise Tate no Yuusha 18 e 19

Don’t die T-T

8.5 Bom

Tivemos dois episódios que me surpreenderam bastante, pois seguiram um caminho que não estava esperando. Não tivemos grandes repostas nem boas animações nos combates, mas conseguiram, de forma consistente, resolver as diferenças entre Naofumi e os demais Heróis. Para um anime que em que a história carrega a audiência, respostas coerentes são imprescindíveis.

  • 8.5
  • Nota dos usuários (3 Votes) 6.2
Compartilhe:

Sobre o autor

22 anos, formado em Propaganda e Marketing. Assistente de Conta em uma Agência de Publicidade. São Paulo - SP. Apreciador da cultura nipônica, além dos animes e mangás tenho vários hobbies como fotografia, escrever e games. PLUS ULTRA!

1 comentário

  1. Mno o Anime é muito top para mim eu gostei muito desse Anime espero que tenha uma 2 Temporada desse Anime estamos na reta final para oque irá acontecer no episódio 25 TMJ
    #TatenoYuushanoNariagari

Deixar uma resposta