terça-feira, agosto 20

Análise – Tate no Yuusha no Nariagari – Episódio 24 – Guardiões

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Finalmente chegando ao penúltimo episódio da primeira de temporada de Tate no Yuusha! Vamos à análise do episódio 24. A última “onda” da season?

O inicio da batalha

Começamos esse episódio um pouco depois de Naofumi descobrir uma ampulheta do dragão em um templo aquático, da Ilha de Cal Mira. Enfim, ficamos sabendo que para a próxima onda restava apenas  24 horas. Me pergunto se cada ampulheta do dragão possui um timer diferente. Caso contrario, essa falta de preparo e desconhecimento foi um ato muito falho por parte de todos!

Aliás, sinto que estamos chegando ao final e apesar de já termos muitas respostas e conclusões, percebo que ainda temos muitas pontas soltas! Será um sinal para uma temporada dois?

Dando mole na floresta haha

Dando mole na floresta haha

Nesse prólogo da batalha ficamos sabendo que Naofumi usa suas habilidades de teletransporte para contatar a Rainha. Enfim, ela conseguiu reunir uma enorme tropa em dois dias para ajudar nossos heróis nessa onda. Aliás, ainda temos esse recurso de enredo que é utilizado para diminuir a importância dos outros Heróis. Todo o arco da Igreja foi inútil, afinal a relação entre eles não melhorou em nada. Eles ainda continuam os inúteis que sempre foram e sempre discutindo entre si. 

Enfim, a onda se inicia e, como previsto pela Rainha, a batalha será em mar aberto e com monstros marinhos! Agora temos uma dinâmica bem diferente de batalha, enquanto os soldados seguram os inimigos menores os Heróis dão conta dos oponentes mais poderosos. Não somente isso, Naofumi é encarregado de segurar o boss dessa onda.

O heróis mais forte!

O heróis mais forte!

A última Onda?

A batalha nos obriga a notar a diferença de poder entre Naofumi e os demais Heróis Cardinais, até mesmo Raphtalia se mostra uma guerreira mais forte que eles. Me pergunto porque ainda têm o trabalho de continuar mostrando os outros Heróis. Até o fim foram personagens que não demonstraram desenvolvimento algum. E isso foi um grande erro para Tate no Yuusha, um anime que justamente se sustenta através do desenvolvimento de personagens e da história.

A conclusão dessa primeira metade foi bem previsível. Naofumi se vê em um beco sem saída, não conseguindo abater o boss ao mesmo tempo que protege a todos. E é ai que L’arc, o personagem mais carismático de Tate no Yuusha, aparece para ajudar! Eles se juntam para abater o inimigo, afinal é obvio que não importa a força de Naofumi ele ainda irá precisar de alguém para ser seu ataque.

L'arc ajudando mais que os outros heróis

L’arc ajudando mais que os outros heróis

É… Tate no Yuusha conseguiu me enganar mais uma vez haha preciso parar de ser tão ingenuo, aliás! Após derrotarem o boss, L’arc e Therese desferem um ataque em Naofumi e se revelam “heróis de um outro mundo”. Devo dizer que todos os mistérios que envolviam a “queda” de Naofumi foram resolvidos. Entretanto, as “ondas” e tudo que envolvem elas continuam um tremendo mistério!

Porque esses heróis de outro mundo estão aqui? E principalmente, porque eles são inimigos? Porque eles ajudaram Naofumi a derrotar o “boss” se no final iriam ataca-lo de qualquer jeito? Até o momento me parece por conveniência do enredo e isso é um jeito preguiçoso de resolver as pontas soltas.

O momento da traição

O momento da traição

Guardiões de outro mundo

Mesmo ainda sendo um completo mistério o que são essas “ondas” e quem está por traz dela, temos uma breve explicação do porque L’arc se revelar um inimigo. Ao que tudo indica, ambos são de fato heróis de outra dimensão e estão fazendo isso para proteger o universo deles. Enfim, eles dão a entender que o mundo deles também está sofrendo com os ataques das ondas e para para-la precisam destruir outro mundo no lugar. E consequentemente derrotar os Heróis que o protegem. Entretanto, isso fica apenas entrelinhas!

L’arc e Therese conseguem derrotar os soldados da Rainha e os demais Heróis com muita facilidade, o que nos deixa com uma batalha x1 contra a party de Naofumi! Esse episódio foi um primor de qualidade de animação, talvez por estarmos na batalha final (ou perto dela). Queria eu que todas as lutas desse anime tivessem esse nível de animação!

Isso é que é vilão!

Isso é que é vilão!

Ambos os inimigos se mostram extremamente “honestos” em sua forma de luta haha o que torna difícil não gostar deles! Podemos dizer que eles ajudaram Naofumi no inicio para ter uma luta justa com ele, mas mesmo assim ainda seria uma forma preguiçosa de resolver a situação!

Quando Melty chega para ajudar Naofumi a batalha finalmente fica equilibrada e eles conseguem colocar pressão em L’arc e Therese!

Oponentes a altura!

Oponentes a altura!

Prólogo

Quando finalmente nossos Heróis conseguem encurralar os inimigos, Glass aparece novamente! Ao que tudo indica o mistério por traz dela foi resolvido, certo? Ela também deve ser uma Heroína de outro mundo, assim como L’arc e Therese. Agora o porque dela só aparecer somente durante a onda e os dois já estarem nesse mundo há algum tempo vai permanecer um mistério, com certeza.

Teremos o episódio final com a batalha final contra a Glass e agora Naofumi está mais overpower do que nunca pra encarar essa!

Pode apostar!

Pode apostar!

9.0 Excelente

Esse episódio foi um ótimo prólogo para a batalha final, felizmente tivemos um primor na animação, que era algo que já não víamos a algum tempo em Tate no Yuusha. Esse episódio nos mostrou a importância do desenvolvimento de personagem e claro deixou grandes mistérios no ar. Só espero que o último episódio (se for o último mesmo) nos traga boas conclusões.

  • 9
  • Nota dos usuários (0 Votes) 0
Compartilhe:

Sobre o autor

22 anos, formado em Propaganda e Marketing. Assistente de Conta em uma Agência de Publicidade. São Paulo - SP. Apreciador da cultura nipônica, além dos animes e mangás tenho vários hobbies como fotografia, escrever e games. PLUS ULTRA!

Deixar uma resposta