terça-feira, outubro 22

Análise – Tate no Yuusha no Nariagari – Episódio 21 – Retorno Triunfante

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Finalmente o episódio que todos estavam aguardando! A tão esperada vingança de Naofumi. Muito a ser dito, então sem mais delongas, vamos a análise do episódio 21 de Tate no Yuusha.

Conclusão do arco

Enfim, tivemos a conclusão do embate contra a Igreja e desse arco totalmente inesperado (pelo menos por mim). Tate no Yuusha sempre trabalha muito seus mistérios o que, algumas vezes, torna imprevisível o seguimento da história.

Esse universo, querendo ou não, é muito detalhado e traz muitas informações, então é esperado esse desenrolar mais lento da aventura. Dessa vez tivemos a conclusão do arco da Igreja dos Três Heróis e surpreendentemente a conclusão do maior arco de Tate no Yuusha, trazendo muitas das respostas que procurávamos.

Entretanto, ainda temos muita história a ser contata e muitas questões que ainda não foram respondidas. Minha dúvida é se agora teremos a mesma visão dos personagens que tínhamos antes. Entenda o porque dessa questão!

Retorno à Capital

Curiosamente, o inicio desse capítulo começa exatamente igual ao primeiro episódio de todos. Naofumi acordando de um sonho, e dessa vez não estava somente ele e Raphtalia, mas todas as suas companheiras, que o seguiram até aqui.

Análise Tate no Yuusha 21

O inicio do fim

Lembram que no inicio dessa aventura, algumas pessoas tinham medo de se tornar aquele clássico harém em volta do protagonista. Acho que nesse quesito Tate no Yuusha conseguiu se esquivar direitinho. Mesmo que tenhamos esse relacionamento entre Naofumi e Raphtalia, é visível que a relação com as demais personagens não é de amor, mas de companheirismo e cuidado.

Logo em seguida ficamos sabendo que após os acontecimentos da batalha contra o Papa, Naofumi dormiu durante três dias e foi salvo pela Rainha de Melromarc. Consequentemente temos o Herói do Escudo de volta à Capital e dentro do castelo.

Análise Tate no Yuusha 21

Só falta as maids!

E parece que agora teremos as respostas que tanto buscamos!

A Rainha de Melromarc

Finalmente temos a tão aguardada reunião entre Naofumi e a Rainha e como esperado, esse encontro traria diversas respostas. Não dos mistérios por trás das “ondas”, mas da razão do ódio contra o Herói do Escudo.

O motivo da ausência da Rainha no começo da história é justificada com sua participação em um Fórum Internacional para combater as “Ondas”. Onde fica decidido que as maiores nações fariam a invocação de um Herói Cardinal. O que faz completo sentido quando lembramos da fala de Fitoria. Cada país desse mundo deveria invocar um dos Quatro Heróis Cardinais, mas isso não acontece.

E a razão de seu afastamento durante os 20 episódios que se seguem é explicado justamente por esse “erro” de Melromarc. O Rei e Malty se juntam para invocar os Quatro Heróis Cardinais de uma vez. E isso causa um estresse entre todas as nações envolvidas. Dessa forma a Rainha precisa permanecer no fórum para resolver a inquietação entre os países.

Análise Tate no Yuusha 21

O motivo do sumiço

Repostas?

Se formos para pensar, foram apresentadas soluções bem simples para essas questões iniciais, mas não causou estranhamento, pois os fatos se encaixaram perfeitamente. Tanto os motivos da ausência da Rainha como as ações do Rei contra Naofumi.

Ao que parece, mesmo antes da invocação de Naofumi, o Rei já o odiava por alguma razão. E por isso a Igreja conseguiu manipulá-lo para ficar cada vez mais forte. Somente não ficou claro se a Igreja participou desse complô onde o Rei junto de Malty invocaram todos os Quatro Heróis de uma vez.

Esses últimos episódios nos deram muitas respostas, tanto das motivações da Igreja quanto as do Rei e Rainha, mas ainda temos muitas perguntas que estão nebulosas. Claro, além da origem das ondas, ainda não sabemos a razão de Melromarc quebrar esse acordo com as outras nações. Se a Igreja estava envolvida nisso ou não. E até mesmo o motivo do Rei invocar o Herói do Escudo, visto seu ódio contra ele.

Análise Tate no Yuusha 21

Muitas perguntas ainda não respondidas

Ao final do encontro Naofumi sugere ir a Sitvelt, visto que esse país idolatra o Herói do Escudo. Entretanto, a rainha pede que ele fique por pelo menos mais um dia, visto que ela pretende limpar o nome dele em frente ao povo. Vez ou outra Naofumi possui esses sonhos onde consegue prever o futuro. Só Deus sabe se isso será explicado ou não. Dessa vez o sonho indica uma especie de “execução” onde os réus são o Rei e Malty.

O Julgamento

No dia seguinte é realizado uma espécie de julgamento organizado pela rainha para, de fato, limpar o nome de Naofumi. Na frente de toda a população e dos demais Heróis, Malty e o Rei são postos para responder as perguntas da rainha.

A vingança começa quando é colocado um selo de escravo, o mesmo de Raphtalia, em Malty, para que ela não possa mentir durante o julgamento. Nesse momento temos a cena que queríamos ver desde o inicio. Todas as armações do Rei com a Malty são expostas diante de todos. Tudo isso com a segunda princesa sofrendo com a maldição do escravo.

Análise Tate no Yuusha 21

Mais que merecido

É revelado a conspiração dos dois, juntamente à Igreja, para tomar o poder do País. Todavia, temos grandes revelações nesse momento. A Igreja resolveu assassinar todos os Heróis Cardinais por conta, visto que o objetivo do Rei seria somente matar o Herói do Escudo. E também a revelação de que Malty conspirou o assassinato de Melty sem o conhecimento do Rei.

Nesse ponto fica claro que, mesmo os três trabalhando juntos, seus objetivos eram diferentes. O Rei de matar o Herói do Escudo; Malty de tomar o poder com a morte de Melty; e a Igreja de fortalecer seu poder no Reino. O que, de novo, não fica claro é o motivo deles invocarem os Quatro Heróis e ir contra as demais nações. Seria somente por monopólio de poder?

Análise Tate no Yuusha 21

Motivações diferentes

A vingança

Após todas as revelações, inclusive da conspiração que deu inicio na história de Tate no Yuusha, a Rainha decreta a sentença de morte a ambos. Foi uma sentença que, particularmente, achei justa perante a todas as ações de ambos e devo admitir que o sonho de Naofumi estragou a surpresa. Deveriam ter deixado para o público descobrir essa, hein!

Mas devo dizer que essa vingança foi apropriada, além de condizer com o caráter de Naofumi. Ambos são colocados em baixo de uma guilhotina e tudo acontece de acordo com o sonho de Naofumi. A Rainha fica prestes a ordenar a morte dos dois quando o Herói do Escudo aparece para intervir.

Análise Tate no Yuusha 21

Taskete aqui não!

Todo esse episódio é feito para que a vingança seja realizada de forma a contentar todo o sofrimento de Naofumi, mas também de nós, que o acompanhou desde o inicio. Por todo o tempo eles passam por diversas humilhações, mas matar esses personagens seria, de fato, um desperdício.

Antes que a Rainha pudesse ordenar a morte deles, Naofumi sugere que esse fim seria muito fácil para os dois. E se eles quisessem sobreviver o Rei passaria a se chamar Lixo e Malty de “Biscate”. Obviamente a Rainha acata esse pedido de Naofumi e ambos sobrevivem a execução.

Análise Tate no Yuusha 21

Um verdadeiro anti-herói

Devo dizer que o sonho de Naofumi, que prevê essa execução, serviu somente para dar mais tempo à ele de pensar sobre a morte de ambos. Pois, ao final, não pareceu uma escolha forçada, mesmo após todo o sofrimento que eles causaram à ele.

O sonho, a conversa com a Rainha e o julgamento, serviram para que Naofumi tomasse essa decisão no final. E claro e Rainha já estava esperando por isso. E ai, acharam o final desse arco satisfatório como eu?

Análise Tate no Yuusha 21

O Herói redimido

Novo começo

Acho que esse seria o final perfeito para a primeira temporada, afinal tivemos a conclusão do arco que se iniciou no primeiro episódio.

Estou muito curioso para saber como será daqui para frente. Tenho certeza que o motivo das pessoas terem gostado de Tate no Yuusha foi justamente essa trama de traição que se deu no inicio e agora a série não terá mais isso para sustentar a audiência.

É claro que as pessoas que ainda assistem têm seus motivos. Os meus são os mistérios que não foram revelados, mas devo dizer que essa vingança era algo que também me segurava. Vamos ver se Tate no Yuusha ainda terá gás para continuar impressionando com sua história sem esse elemento.

Prólogo

Ao final do episódio temos Naofumi deixando a capital, mas dessa vez de cabeça erguida. Finalmente seu nome foi limpo e agora seu caminho deve ser mais fácil.

Análise Tate no Yuusha 21

De cabeça erguida

Curioso para saber quais serão as próximas aventuras!

9.5 Excelente

Finalmente tivemos a conclusão do maior arco de Tate no Yuusha até o momento e devo admitir que foi um final que me satisfez. Mas ainda não estamos no final do anime e creio que ainda estamos longe dele. Curioso para saber se a série vai conseguir segurar seu público com a tão esperada vingança concluída!

  • 9.5
  • Nota dos usuários (1 Votes) 8
Compartilhe:

Sobre o autor

22 anos, formado em Propaganda e Marketing. Assistente de Conta em uma Agência de Publicidade. São Paulo - SP. Apreciador da cultura nipônica, além dos animes e mangás tenho vários hobbies como fotografia, escrever e games. PLUS ULTRA!

Deixar uma resposta