terça-feira, agosto 20

Análise – Tate no Yuusha no Nariagari – Episódio 17 – Uma Promessa Feita

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Sinceramente, parei de acompanhar as criticas do público em geral sobre Tate no Yuusha. Então realmente não sei se ainda é o anime aclamado que costumava ser em seu inicio. Entretanto, para mim, um cara que vê quantos animes conseguir por temporada, ainda é um dos melhores da atualidade. Sem mais delongas, vamos a análise do episódio 17 de Tate no Yuusha!

Confronto

O episódio anterior nos trouxe uma grande tensão em seu final. Temos a personagem mais forte já apresentada confrontando de frente nosso Herói. Fiquei curioso para ver a reação de Naofumi, porém no começo do capítulo, surpreendentemente não aconteceu nada haha.

Todavia, na manhã seguinte, temos um Naofumi “despreocupado” preparando o café da manhã para todos. Quando, de repente, Fitoria aparece e prende Melty em um vórtex de vento!

Análise Tate no Yuusha 17

A nova vilã?

Fitoria confronta Naofumi mais uma vez exigindo que ele faça as pazes com os demais Heróis, caso contrário ele iria matar todos os Heróis Cardinais atuais, com o objetivo de conjurar novos. Ao que parece, ela acredita que para vencer as “ondas” é necessário que todos eles estejam trabalhando juntos.

Fitoria é uma personagem bem interessante. Ela traz muitos mistérios consigo, não sabemos de fato sua origem, qual Herói que a criou e pelo que é motivada. “Salvar o mundo não é o mesmo que salvar as pessoas” é uma frase usada por ela. E com isso ficamos em dúvida se ela é uma anti-heroína que faria de tudo para salvar o mundo, até mesmo sacrificar vidas.

Análise Tate no Yuusha 17

Quem era seu mestre?

O teste

Enfim, vendo que Naofumi não iria ceder as suas exigências, Fitoria sugere uma luta contra Filo e a convence por ter feito Melty de refém. Caso a companheira de Naofumi ganhasse ela não mataria os Heróis atuais e daria um tempo a mais para eles.

Naofumi aceita essa condição, até por que ele não consegue nem usar o Escudo da Fúria contra ela. O porque de ela conseguir interferir na transformação do Escudo ainda permanece um mistério (nenhuma novidade até aqui haha).

Análise Tate no Yuusha 17

Conveniente, não?

Tate no Yuusha nunca foi um anime de ação e nesse episódio, onde temos um embate entre duas personagens poderosas, realmente ficou devendo em animação e coreografia, infelizmente. Diferente da luta entre Naofumi e Motoyasu, que tivemos no episódio 4, essa luta deixou a desejar. Mas, pode ser devido ao fato de Fitoria ser uma personagem infinitamente mais forte que Filo e ainda estar pegando leve.

Um detalhe a ser ressaltado dessa luta é a interferência constante de Naofumi. Sempre dando dicas a Filo. Ao perceber o tamanho da diferença de força entre as duas, ele tenta libertar Melty por conta. Não por não confiar em Filo, mas por ter a astúcia necessária de perceber qual seria o resultado final.

Análise Tate no Yuusha 17

Coaching? haha

Mesmo com nenhuma investida dando certo, Filo demonstra ser uma personagem muito leal, ao seu mestre e aos seus princípios. Após ser vencida em luta, ela tenta seu último ataque contra Fitoria. Surpreendentemente ela consegue quebrar o escudo de sua adversaria e fazer um único arranhão nela.

Ao final da luta, Fitoria revela que tudo aquilo era apenas um teste para Filo. Para determinar se ela era digna de se tornar a próxima rainha filolial ou não.

Análise Tate no Yuusha 17

Moe *-*

Resultados da aventura

Enfim, Fitoria reconhece a determinação dela e a nomeia sua sucessora, lhe dando uma coroa que aumentaram todos os parâmetros de Filo. Naofumi também não fica de fora, a Rainha Filolial retira um pedaço de seu cabelo e faz com que o escudo dele o absorva, desbloqueando todas as habilidades da Classe “Filolial”.

Para não ficar de fora e recompensar Melty por tê-la aprisionada, Fitoria concede um desejo à ela. De tudo que ela poderia pedir, seu desejo foi somente fazer um passeio nas costas da Filolial gigante. Afinal de contas ela ainda é uma criança, né? haha

Análise Tate no Yuusha 17

Melhor que subir de classe!

Tudo parece que acabou bem no final desse embate, bem até de mais… Fitoria é uma das personagens mais misteriosas que já apareceram em Tate no Yuusha, apesar de todas as suas ações contra o grupo de protagonistas, ela ainda os ajuda imensamente no final.

Ainda que ela haja como uma anti-heroína, creio que Fitoria será uma importante aliada no futuro. Ela me lembra muito de Naofumi com essa postura fria com todos, porém sempre ajudando quem confia.

Análise Tate no Yuusha 17

Uma ótima aliada.

Entre as pessoas ou mundo

Enfim, temos novamente um dialogo entre Naofumi e Fitoria, porém dessa vez de uma forma muito mais amigável.

Fitoria tenta convencer Naofumi mais uma vez de fazer as pazes com os demais Heróis e dessa vez ela consegue chegar a um acordo com ele. Ao que tudo indica, a aventura para outro país será adiada novamente para que Naofumi possa conversar com os outros Heróis.

Um mistério que nasceu com a chegada de Fitoria, além de descobrirmos que as “ondas” aparecem em outros lugares além de Melromarc, foi que elas também já apareceram no passado. Ela traz consigo uma espécie de profecia. Os Heróis terão que escolher entre salvar as pessoas ou salvar o mundo, e que ambas são escolhas bem diferentes. Ao que tudo indica, ao escolher salvar o mundo várias vidas serão perdidas. E se escolher salvar as pessoas será um caminho “difícil”. Não entendi haha

Análise Tate no Yuusha 17

Também queria saber

Como acabou o último surgimento das “ondas”? Por que elas voltaram? Nem mesmo Fitoria que estava presente nesses acontecimentos se lembra mais. Bem conveniente, aliás! Justamente quando temos a oportunidade de solucionar alguns mistérios, infelizmente não será ela que revelará.

Finalizamos o episódio com Fitoria realizando uma espécie de magia que desacelera o corrompimento causado pelo uso do Escudo da Fúria. Uma aventura que trouxe muitos benefícios, não!

Prólogo

Temos uma cena após os créditos, onde Ren e Itsuki continuam sua investigação para descobrir os podres da Igreja de Melromarc.

Ao entrar em uma caverna ambos os heróis e seus companheiros são acertados por uma grande explosão. Tenho certeza absoluta de quem foi que preparou essa armadilha para eles haha e vocês?

Análise Tate no Yuusha 17

O mundo da voltas, não é mesmo?

7.0 Bom

Como é comum acontecer com outros animes mais longos, Tate no Yuusha já começa a mostrar um pouco de desleixo em suas cenas de ação, porém não é uma série com foco nisso. A aventura do Herói do Escudo continua surpreendendo com seus diversos mistérios e claro, o desenrolar interessante que a história está seguindo.

  • 7,5
  • Nota dos usuários (0 Votes) 0
Compartilhe:

Sobre o autor

22 anos, formado em Propaganda e Marketing. Assistente de Conta em uma Agência de Publicidade. São Paulo - SP. Apreciador da cultura nipônica, além dos animes e mangás tenho vários hobbies como fotografia, escrever e games. PLUS ULTRA!

Deixar uma resposta