segunda-feira, junho 29

Análise – Tate no Yuusha no Nariagari – Episódio 16 – Rainha Filolial

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Um capítulo que, além de trazer grandes respostas, traz muita ação e apresenta uma nova personagem fantástica! Sem delongas vamos à análise de Tate no Yuusha episódio 16.

The boss

Uma das grandes reclamações de quem assiste Tate no Yuusha (ou de quem assistia) é a falta de ação. De fato esse anime não foca em grandes cenas de ação, mas sim em tramas politicas e desenvolvimentos de personagens. Algo que penso ser muito mais rico do que qualquer outra coisa. A forma que Tate no Yuusha trabalha em sua construção de mundo é fantástica!

Porém, neste episódio, temos um bom inicio, com cenas de ações bem trabalhadas. Infelizmente, assim como Glass, temos um boss overpower que vai embora tão abruptamente quanto sua chegada. Afinal, mais um vez, o anime prefere focar em desenvolvimento de personagens.

Tate no Yuusha Análise 16

Corre negada!

Enfim, o capítulo 16 de Tate no Yuusha começa exatamente de onde paramos. Idol, movido pela raiva, usa o pingente da igreja para libertar o selo de um mostro poderoso, que nem mesmo os Heróis do passado conseguiram derrotar.

Ao mesmo tempo… Teremos uma nova personagem? Vemos na floresta uma “criança” com asas nas costas. Uma nova rainha Filolial?

Tate no Yuusha Análise 16

Aliada ou inimiga?

A escapada

Naofumi e seu grupo se deparam com esse monstro logo que saem do calabouço da mansão. Todavia, logo percebem o tamanho da força dele, antes mesmo de começar a se mover ele mata Idol com apenas um golpe. Percebendo que nenhum ataque de Filo estava adiantando, o grupo se prepara para fugir atraindo o monstro para longe da cidade.

Enfim, Melty percebe que esse monstro está sendo atraído pelo cristal do Dragão que Filo havia engolido. Antes de colocar em inicio a fuga, Raphtalia deixa os demi-humanos com Van Reichnott e entrega seu bracelete a Kell, que estava muito ferido.

Tate no Yuusha Análise 16

A velha estratégia da fuga!

Nesse arco somos apresentado a muitos novos personagens interessantes. Espero que eles não sumam após o fim dela. Van Reichnott e Keel são personagens bem interessantes para desenvolver mais em frente!

A Rainha de todos os Filoliais

Naofumi e sua party conseguem atrair o monstro para o campo aberto com o objetivo de derrota-lo sem fazer vitimas na cidades. Mas logo percebem que esse boss é muito para o nível atual deles. Podemos perceber que a sinergia entre Naofumi e Filo também é muito alta, mas mesmo após diversos ataques combinados o monstro sequer sofre dano.

Tate no Yuusha Análise 16

De onde sai tanto monstro overpower?!

Então, nosso Herói não vê alternativas a não ser usar o Escudo da Fúria. Nesse momento somos interrompidos por uma voz misteriosa e uma tropa de filoliais os cercam. Enfim, Naofumi tenta ativar o Escudo novamente e, do nada, mais uma nova personagem surge!

A voz misteriosa, que tentou impedir Naofumi de usar o Escudo da Fúria, pertencia a personagem que vimos na floresta, no inicio do episódio. A verdadeira identidade dela é a Rainha de todas as filoliais do mundo e, assim como Filo, o tamanho dela é bem desproporcional. Aliás muito maior que o monstro invocado por Idol.

Essa rainha Filolial mata o monstro facilmente. Com apenas um golpe ela consegue derrotar o mostro que Naofumi e seu grupo nem conseguiram arranhar.

Tate no Yuusha Análise 16

Sério, de onde sai tanto personagem overpower?!

Fitoria

Após o fim da luta, a Filolial giganta assume o tamanho de criança para conversar normalmente com nossos protagonistas. Antes de mais nada, ela pega o cristal roxo que dropa do dinossauro. Me pergunto como seria a evolução de Naofumi se tivesse pegado esse cristal para o Escudo absorver!

Enfim, a nova personagem se apresenta como Fitoria, a rainha das Filoliais de todo o mundo. De imediato Melty reconhece o nome dela.

Aparentemente, em uma lenda, um Herói Cardinal do passado havia criado um Filolial com esse nome. Ao que tudo indica, Fitoria seria essa Filolial e, após centenas de anos vivendo, acumulou o poder para se tornar a Rainha mais forte.

Tate no Yuusha Análise 16

The True Queen!

Apesar de termos algumas perguntas respondidas, como sempre somos apresentados a mais alguns mistérios! Quem é o Herói que criou Fitoria no passado? Quantas outras rainhas Filoliais existem? O que seria essa tal de “candidata a rainha”? Filo teria a capacidade de atingir o nível de poder dela? Enfim, vamos esperar que essas respostas venham mais a frente!

Trabaia para upar esse level aí

Após as apresentações, Fitoria convida o grupo de protagonistas para conversar em algum lugar mais privado. Entretanto, Naofumi insiste em pegar material da carcaça do dinossauro para evoluir seu escudo. Fitoria o interrompe dizendo que é contra a prática desses atos e que sente uma aura maligna vinda do Escudo.

Ela adverte Naofumi que poderes amaldiçoados são realmente grandes, porém as consequências por usa-los são igualmente fortes.

Tate no Yuusha Análise 16

O Escudo das Maldições

Naofumi vem usando esse poder por diversas vezes desde que o adquiriu, porém não há grandes consequências para o uso dele. Acredito que seja por causa das interferências de Raphtalia, que sempre consegue trazer a mente dele de volta. Todavia, me pergunto até quando isso irá funcionar. Sempre achei estranho não haver grandes deméritos no uso do Escudo da Fúria, mas creio que isso será abordado mais para frente.

Santuário Filolial

A rainha Filolial leva o grupo de Naofumi para um santuário protegido por ela. Um lugar que aparentemente humanos não poderiam entrar e por isso ele concorda em ir. Após ele fazer comida para todos, inclusive para os Filoliais que estavam por perto, Fitoria aborda nosso Herói para uma conversa.

Esse episódio foi muito interessante, pois somos apresentados a algumas respostas. Além de levantar mistérios de como são os outros países, agora Tate no Yuusha está levantando questões de como eram os os Heróis Cardinais do passado. O que significa que essa não foi a primeira vez que as “ondas” surgem no mundo.

Fitoria revela a Naofumi que cada país deveria invocar seus próprios Heróis Cardinais, pois as “Ondas” não acontecem somente em Melromarc, mas também em diversos outros locais. O que não aconteceu dessa vez.

Tate no Yuusha Análise 16

Cada vez mais perguntas sem respostas!

Apesar de termos a resposta de que as ondas não acontecem somente em um lugar, não fica claro o porque dos outros países não invocarem seus próprios Heróis.

Naofumi revela o que aconteceu entre ele e os demais Heróis e Fitoria fica furiosa, pois eles não deveriam estar brigando enquanto as ondas estão destruindo o mundo. Aparentemente ela só está tentando salvar o mundo, pois um Herói Cardinal do passado pediu. Porém ela não liga com o que aconteça aos humanos, somente quer proteger o mundo a qualquer custo.

Prólogo

Ao mesmo tempo, na Capital, Ren e Itsuki, começam a investigar a igreja de Melromarc. Naofumi deixa o pingente dessa religião com Ren que acaba curioso com a situação.

Aliás, outro mistério dessa série é a Igreja de Melromarc. Esse mesmo pingente que foi dado à Ren foi utilizado por Idol para despertar o monstro em sua mansão. Os dois descobrem uma biblioteca no subsolo da Capital, que aparentemente não deveria ser descoberto.

Tate no Yuusha Análise 16

O mistério da Igreja

No final desse episódio temos uma Fitoria furiosa com Naofumi e o ameaçando de morte caso ele não se reconcilie com os demais heróis.

Curioso para saber a reação dele no próximo episódio! Afinal, para mim, Naofumi ainda é um personagem muito imprevisível em algumas situações.

Tate no Yuusha Análise 16

É treta!!

Compartilhe:

Sobre o autor

22 anos, formado em Propaganda e Marketing. Assistente de Conta em uma Agência de Publicidade. São Paulo - SP. Apreciador da cultura nipônica, além dos animes e mangás tenho vários hobbies como fotografia, escrever e games. PLUS ULTRA!

1 comentário

Deixar uma resposta