terça-feira, novembro 24

Análise – Tate no Yuusha no Nariagari – Episódio 09 – De volta à capital

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Vamos à analise do episódio 09 de Tate no Yuusha. Quase chegando na metade da temporada.

Melty, a nova aliada?

O episódio 9 de Tate no Yuusha vem para apresentar mais uma personagem para a trama, fazia algum tempo que não estavam apresentando mais elementos na história, sempre trabalhando com as quests de Naofumi e sua party. Após o excelente desenvolvimento do episódio anterior vemos mais tramas e mistérios sendo desenvolvidos, o que devo dizer, ser a melhor parte dessa série.

No inicio vemos nosso grupo em meio a uma luta e podemos perceber que os efeitos da maldição já são bem visíveis na demi-humana e que Naofumi ainda se martiriza por ter afetado Raphtalia com seu poder. Mesmo conseguindo dar conta da briga é notável que a escrava é um elemento essencial para o Herói do Escudo, tanto para as lutas, mas principalmente para a força mental do nosso protagonista.

A maldição do Escudo.

Naofumi então decide retornar para a Capital, pois para retirar a maldição de Raphtalia precisariam de uma água abençoada de alto nível, algo que não seria encontrado em vilarejos mais pobres. Nesse momento encontramos Melty, uma garota muito bem vestida e cercada de vários filoliais, porém filoliais normais, nada como nossa Filo.

Ao chegar perto dessa menina misteriosa nosso protagonista espanta os animais que a estavam cercando, o que não parece ser um problema para ela, pois de imediato se apaixona por Filo, já que é um filolial bem grande. Ela se apresenta como Melty e nessa hora já conseguimos sacar quem ela era – Já havia comentado que não costumo ver spoilers das séries que assisto e não leio o mangá/novel de Tate no Yuusha – mas pelo fato da princesa do reino e da nossa eterna vilã se chamar Malty, ficou bem obvio quem seria essa nova personagem.

Melty, a nova companheira?

Então Naofumi deixa Filo e Melty, que logo ficaram amigas, brincando no campo e junto de Raphtalia retorna para o vilarejo que estavam hospedados. Será que teremos mais uma personagem para o “harém”? Apesar de termos várias personagens femininas seguindo nosso protagonista, ainda não vejo essa relação como um harém, até porque o único desenvolvimento romântico que espero acontecer agora é dele com Raphtalia, ficou claro nesse episódio que Naofumi trata Filo como uma filha e a mesma o trata como um mestre, mas em um nível muito menos “romântico”.

Já no vilarejo, que ainda é o mesmo do episódio passado, Naofumi como de costume continua agindo como Salvador do Deus Pássaro, ajudando no tratamento de doentes e ao voltar para o seu alojamento temos uma visita inesperada, Filo retorna para o vilarejo já de noite e trazendo sua nova amiga, Melty (Nota mental: tomar cuidado para não confundir os nomes da Malty e da Melty). Descobrimos que a menina estava indo para a Capital e havia se perdido de seu guardas, pois estava muito distraída brincando com outros filoliais. Ela então pede para Naofumi deixa-la acompanha-los em sua viagem até a Capital, ele hesita em primeiro momento, mas com insistência de suas companheiras ele aceita leva-la com a condição ter uma recompensa ao final.

Mais uma para o harém?

Após alguns dias nossos protagonistas chegam na Capital do Reino e devo dizer que já estava ficando com saudades desse clima hostil da cidade grande haha. Naofumi então manda Filo levar Melty até sua casa e coletar a devida recompensa enquanto ele e Raphtalia seguem para a igreja, com o objetivo de comprar a água sagrada.

Dentro da Capital é mais visível a descriminação pelo Herói do Escudo, toda a decoração da estrutura na igreja faz referência aos outros três Heróis menos do Escudo e mesmo dentro da igreja as pessoas já começam a falar por trás e com desdém. Naofumi solicita ao Sacerdote, líder dessa igreja, a água benta mais cara que eles pudessem disponibilizar. Logo de cara temos mais um elemento sendo inserido na história, essa religião que se parece muito com a Católica, e com ela mais mistérios sendo desenvolvidos: Quem é o Deus dessa religião (se é que há)? Esse sacerdote era o líder da religião ou somente dessa igreja? Como já havia falado anteriormente, Tate no Yuusha apresenta muitos mistérios e poucas soluções, temo aqui um mundo riquíssimo de informações, agora só falta conseguirem se aprofundar em cada questão.

A igreja de Tate no Yuusha.

Um evento interessante desse episódio foi a “freira” da igreja tentando enganar Naofumi com uma água benta de baixa qualidade, sendo que ele havia pagado pela melhor que eles tinham. Podemos perceber que as pessoas da Capital são mais corruptas que o normal, talvez pela influência do Rei?

Ao sair da igreja Naofumi se depara com um guarda real correndo em sua direção e por reflexo ele e Raphtalia começam a fugir pela cidade. No momento da fuga nossos eternos vilões aparecem novamente, do nada, Motoyasu, o Herói da Lança, ataca nosso protagonista, com o objetivo de libertar a “nova escrava” do Herói do Escudo: Filo. Podemos perceber que, assim como o Herói da Espada, Motoyasu vê aquele mundo apenas como um jogo e não cria essa relação intima com os moradores do reino, atá porque ele só vê Filo como uma “personagem” loli.

Troca de vilão, por gentileza.

Naturalmente Malty estava acompanhando o Herói da Lança e incentiva a luta entre os dois, mesmo sendo no meio da cidade e até mesmo tira um documento do mesmo lugar que o Batman tira o escudo, atestando o duelo entre os dois. Nesse momento quem aparece para parar esse duelo é justamente o guarda real que começou a perseguir Naofumi juntamente de Melty, que agora revela ao protagonista ser a outra princesa do Reino.

Ao que parece Melty, mesmo sendo mais nova, possui mais autoridade que Malty (muito criativo esses nomes, aliás). A explicação dada para tal fato é por conta da personalidade de Malty ser “estragada”, criando diversas confusões, agora de onde veio essa decisão ficou oculto e é estranho, até porque o Rei parece ser favorável com as ações dela, o que nos deixa com a impressão de ser decisão da Rainha, que muito provável, deve ter mais autoridade que o Rei.

Uma nova aliada?

Após Melty dar um esporro em Motoyasu pela confusão criada, ela solicita uma reunião com Naofumi que seguem para a loja de Elhart (saudades desse personagem já). Antes mesmo de Melty conseguir pedir alguma coisa para Naofumi ele a rejeita, o que acho uma ação bem coerente com o personagem, até porque ela é a irmã e filha das pessoas que mais o prejudicaram desde que chegou nesse mundo.

Esse episódio, apesar de não trazer nenhuma briga épica consegue mostrar novos mistérios interessantes, agora só espero que esse anime consiga responder a todos antes de acabar.

Ainda desconfiando de todos!

8.0 Bom

Novamente um episódio que não traz muito desenvolvimento para a história como um todo, mas consegue se manter com os mistérios que são apresentados. Esse mundo que nos é mostrado é rico de informações, só espero que todas as perguntas sejam respondidas ao fim dessa aventura, mesmo que seja em outra temporada.

  • 8
  • Nota dos usuários (0 Votes) 0
Compartilhe:

Sobre o autor

22 anos, formado em Propaganda e Marketing. Assistente de Conta em uma Agência de Publicidade. São Paulo - SP. Apreciador da cultura nipônica, além dos animes e mangás tenho vários hobbies como fotografia, escrever e games. PLUS ULTRA!

Deixar uma resposta