quinta-feira, junho 17

Análise – Tate no Yuusha no Nariagari – Episódio 05 – The Rising of the Shield Party

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Continuando com nossa análise de um dos melhores animes dessa temporada de inverno 2019, Tate no Yuusha no Nariagari episódios 05.

Calmaria após a tempestade

O quinto episódio age como uma transição para o enredo, sendo uma pausa em toda a agitação que presenciamos nos últimos dois episódios. Vemos os heróis recebendo suas devidas recompensas pelo combate a “onda” e agora, parecendo mais birra do que tudo, vemos o rei tentando passar Naofumi para trás não entregando a recompensa merecida a ele.

É apresentada pela primeira a rainha desse reino, o que estava achando um pouco estranho não ser revelada até o momento, até por ser um reino onde o matriarcado é priorizado. Também podemos perceber algumas servas leiais a essa rainha, que parecem mais ninjas.

Raphtalia opta por refazer o selo de escravidão para provar sua lealdade a Naofumi, o que eu particularmente não gostei. No último episódio assistimos a evolução do relacionamento dos dois e apesar de ser a própria vontade da demi-humana, nosso protagonista não a impede. Nesse mesmo momento Naofumi compra um “ovo de monstro surpresa” do mercador de escravos, que poderia dar a luz a um Filolial, pássaro que carrega carroças ou até mesmo um dragão raro.

Esse cara de novo não!

E como se nada tivesse acontecido, Naofumi volta a sua rotina, porém agora percebemos uma aceitação maior do povo pelo Herói do Escudo, resultado da sua luta no vilarejo de Lute, onde salvou muitas pessoas. Nosso protagonista agora precisa aprender a se virar com o que tem na mão e com essa aceitação de povo agora ele tem acesso a melhores mercadores e por consequência consegue melhores possibilidades de equipamentos e conhecimento.

O “ovo surpresa” de Naofumi choca e conhecemos o mais novo membro da party do Herói do Escudo, Filo – uma Filolial, pássaro que é muito útil para transporte e corridas. Agora temos um animal de estimação viajando com nosso herói e esse clima cada vez mais associado a RPGs deixa o anime ainda melhor. A Filolial manifesta a mesma evolução de Raphtalia, conforme os dias vão passado, maior fica o pássaro, aumentando suas habilidades rapidamente.

Filo, a mascote da party.

Naofumi retorna ao vilarejo de Lute e aqui temos o plot central desse episódio. O vilarejo está em processo de reconstrução após os acontecimentos do episódio três e enquanto os protagonistas descansam na vila, nossos antagonistas aparecem mais uma vez, para o ódio da população. É revelado que Motoyasu, Herói da Lança, foi declarado lorde daquele vilarejo pelo rei e que seria responsável pela reconstrução da vila, até aí não temos problemas, até vermos Malty e Motoyasu exigindo 50 moedas de prata para àqueles que entrarem e saírem da vila. Vendo essa injustiça acontecer Naofumi confronta de forma magnifica o Herói da Lança, para a nossa alegria!

Motoyasu no vilarejo de Lute.

Mesmo que Naofumi interfira nas ações de Motoyasu ele acaba impedido pela autoridade de Malty, nesse momento as servas da Rainha aparecem para ajudar o Herói do Escudo. Elas entregam uma carta da Rainha, que teoricamente seria sua mãe. Após ler a carta, Malty altera suas ações e desafia nosso protagonista para um desafio valendo os diretos pelo vilarejo de Lute. O anime já possui diversos mistérios que ainda não foram revelados e através dos episódios somos apresentados a mais alguns, por que a rainha está ajudando o Herói do Escudo?

Pressionado pelo vilarejo, Naofumi aceita o desafio proposto: uma corrida de Dragões contra o Herói do Escudo. E já que nosso protagonista conseguiu uma Filolial, veremos a nova integrante no grupo em ação. É interessante ver a interação de Naofumi com a nova companheira, principalmente agora que ele também possui Raphtalia ao seu lado. Vemos um alivio cômico nesse episódio (muito bem vindo nesse anime, que tenta trazer essa proposta mais “dark”), Motoyasu insulta Naofumi e indignada pelas ações do Herói da Lança a Filolial acerta um golpe certeiro no antagonista, que voa pelos céus.

Chocobo?

O desenvolvimento da corrida já era o esperado, Filo possui capacidades físicas muito maiores que qualquer Filolial e principalmente maiores que a do Dragão de Motoyasu, conseguindo vencer a corrida facilmente. Malty, como de praxe, tenta interferir incessantemente na corrida para fazer o Herói da Lança vencer. Sem sucesso, Naofumi e Filo conseguem vencer a corrida, e as trapaças da princesa são facilmente descobertas pelas servas/ninjas da rainha.

O clímax desse episódio serviu somente de um alivio, cômico talvez, e foi apenas para apresentar a nova integrante do grupo de Naofumi. Apesar de não contar com uma ação épica foi um ótimo episódio de transição para a história. Naofumi consegue os direitos pela vila, porém aceita uma carroça de recompensa pela sua ajuda, agora podemos ver novas possibilidades na jornada do nosso herói, podendo atuar como um comerciante viajante.

No final do episódio vemos a última evolução de Filo, que agora já é um chocobo enorme. Os protagonistas vão dormir e ao acordar percebem uma garotinha nua dormindo no colo de Naofumi, até percebemos que a mesma possui um par de asas nas costas. Acontece que Filo acaba por se transformar em humana, isso seria um harém nascendo? Particularmente espero que o anime não se desenvolva para esse lado, principalmente porque ambas, Raphtalia e Filo são crianças, mas também porque Tate no Yuusha não precisa desses elementos, possuindo ótimos personagens e enredo.

Filo digi-evoluida.

Como será que nosso Herói irá lidar com a nova transformação de Filo?

8.0 Bom

Tate no Yuusha continua entregando um ótimo anime. Temos muitos mistérios jogados no ar e talvez esse seja o maior motivo de querermos continuar vendo a história de Naofumi. Apesar do episódio não nos apresentar um grande ápice, somos apresentados a novos personagens interessantes que complementam e tornam a aventura mais empolgante.

  • 8
  • Nota dos usuários (0 Votes) 0
Compartilhe:

Sobre o autor

22 anos, formado em Propaganda e Marketing. Assistente de Conta em uma Agência de Publicidade. São Paulo - SP. Apreciador da cultura nipônica, além dos animes e mangás tenho vários hobbies como fotografia, escrever e games. PLUS ULTRA!

Deixar uma resposta