terça-feira, outubro 22

Análise – Stranger Things 2

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr +

Após a análise da primeira temporada de Stranger Things, vamos a análise de Stranger Things 2.

Após 1 ano dos acontecimentos na primeira temporada, os novos personagens continuam suas vidas normalmente.

Todavia, Mike, Dustin e Lucas e Will (Finn Wolfhard, Gaten MatarazzoCaleb McLaughlin e Noah Schnapp) estão sempre se falando sobre Eleven, e se perguntando o que houve come ela. É notável que Mike é o que mais sente sua falta.

Eleven, por sua vez, é apresentada junto de Hopper (David Harbour), que protege a garota do mundo afora. É quase como a metáfora da caverna. Ela não pode sequer pisar fora da casa de Hopper.

A segunda temporada gira, boa parte, em volta disso, até de fato os personagens serem desenvolvidos e a história caminhar.

Novos personagens são apresentados, como a “Mad” Max (Sadie Sink), e seu irmão Billy (Drace Montgomery). O Sam de Senhor dos Anéis (Sean Astin) também dá as caras, interpretando Bob, que é par romântico da mãe de Will, Joyce (Winona Ryder).

Todavia, o brilho que houve na primeira temporada se apresentou mais apagado nessa. A “novidade” dos anos 80 e a nostalgia batendo forte na primeira temporada não tiveram o mesmo impacto nessa segunda.

O fator “mistério” também foi deixado um pouco de lado, para entrar mais ação nas sequências.

Contudo ainda acredito que a série foi capaz de se manter num nível muito bom, com exceção do episódio 7, que foi bem tedioso.

Stranger Things 2 funciona. Mesmo com alguns erros, que são corrigidos na terceira temporada, a série consegue se manter num bom nível.

 

8.0 Ótimo

Embora não tenha alcançado o mesmo brilho da primeira temporada, a série se manteve até que bem. As cenas de ação são bem recebidas, a custo do mistério envolvente da primeira temporada. Em suma, Stranger Things 2 ainda é uma boa série para se assistir.

  • 8
  • Nota dos usuários (0 Votes) 0
Compartilhe:

Sobre o autor

Jean Virginio Rocha, 22 anos, formado em design gráfico, trabalhando como programador front-end. São Paulo - SP. Como um amante da cultura pop e principalmente de animes, resolvi criar o Pixel Nerd para expôr minhas opiniões e comentar as atualidades desse maravilhoso universo. Myanimelist: https://myanimelist.net/animelist/Kamizero

1 comentário

  1. Pingback: Análise - Stranger Things 3 - Pixel Nerd

Deixar uma resposta